quinta-feira, 4 de maio de 2017

POESIA MAIS GANHA QUEM APANHA

POESIA MAIS GANHA QUEM APANHA



São oito anos de história,
Que fica na memória de quem viveu.
Um destino especial,
Escrito pelo dedo de Deus.

Não significa que foi fácil.
Que a luta estava ganha.
Mas neste jogo espiritual,
Mais ganha quem apanha.

Os loucos abandonaram o barco.
Os cegos pularam fora.
Mas quem tem me mantido é Cristo,
Que me resgata nas horas de prova.

Rogamos até o fim:
Permaneça! Seja admoestado.
Se tem luta, se acalma!
Também tem anjos do teu lado. 

AUTORA: PRISCILA AFONSO