sábado, 27 de agosto de 2016

SE EU PUDESSE VOTAR?



Iniciaria uma pesquisa,
E coletaria dicas da árvore da sabedoria.
Estudaria os ângulos,
Antes de atravessar em direção a um ponto.

Daria tempo a minha mente,
De absorver cautelosamente.
Então com todo cuidado,
Vigiaria os dois lados.

Seguraria minha mão,
No dia de conceder permissão.
Mais não a arrastaria,
Já que um voto a mais para nada implica.

Autora: Adriana Andrade

P.S* ESTE É UM DOS TEMAS SUGERIDOS NO CONCURSO DE POESIA DE FLORIANÓPOLIS/ SC.