quarta-feira, 3 de agosto de 2016

ANDANDO ÀS CEGAS


Enganos que destroem
Amizades corrompidas
Famílias separadas
Por ser tornarem inimigas

O errar está insaciável
Almas perdidas
Pessoas que acabam
Aniquilando as próprias vidas

Janelas fechadas
Para o ar que vivifica
Até que a paisagem passe
E sobre dor, pranto e agonia

Autora: Gláucia Afonso

 G+: Desenhos e Criatividade