sexta-feira, 5 de agosto de 2016

DESCULPAS


Uma metade te ama,
Outra metade te faz mal.
Não compreendo porque esse é meu jeito,
Será que existe mais alguém igual ?

Eu te conquisto,
Roubo seu coração.
Depois parto,
Sem qualquer explicação.

Vejo você sofrer,
Olho-te a chorar.
Daí volto depressa,
Sabendo que não vou poder ficar.

Autora: Priscila Afonso